Universidade da 3ª Idade encerra semestre com Festa Junina

By

Cerca de 500 alunos idosos participaram das atividades do projeto, uma parceria da CENTRAPE com a Univeritas

Em plena Copa do Mundo de futebol, época que o país para ver os jogos, a CENTRAPE em parceria com a Univeritas promoveu a 1ª Festa Junina da Universidade da 3ª Idade e foi um sucesso. O evento foi realizado, na tarde do último sábado, no bairro do Flamengo, na cidade do Rio de Janeiro. Mais de 800 idosos, amigos e convidados participaram das atividades que marcaram o encerramento do 1º Semestre de aulas de 2018. Os 500 alunos, todos com mais de 60 anos, se apresentaram e aplaudiram os colegas, em diversas atividades, entre números de dança circular, teatro, capoeira, canto e percussão.

George Stilgoe, de 69 anos, e Angela, de 85, casados há 42 anos, passaram por lá. Os dois frequentam as aulas juntos. “As pessoas não têm ideia de como isso aqui é importante. Os benefícios são imensuráveis”, explica ele, que participa da dança circular com a esposa desde o início do ano.

George Stilgoe e sua esposa Angela no Arraiá / Universidade da 3ª Idade – Univeritas

George, que é inglês mas vive no Brasil desde 1972, cita outro benefício que conquistou no sábado: ser aplaudido no palco, depois mostrar tudo o que aprendeu com os professores. Um sentimento de satisfação que é o mesmo de Selene Formel, de 94 anos, a mais velha de todos os alunos e a mais querida por todos.

“Estou estudando inglês e canto. Esse trabalho aqui é maravilhoso porque nos dá a oportunidade de participar dessas atividades”, comemora a ex-Miss Selene.

Essa é a 2ª turma de alunos, a primeira, em 2017, teve outros 500 estudantes. O projeto contempla cursos livres e oficinas e foi desenvolvido para promover a socialização e possibilidade de reinserção no mercado de trabalho entre as pessoas da terceira idade.

Uma das mais ativas na proposta de voltar ao mercado é Janete Curvelo do Nascimento. Aos 70 anos, ela adotou uma profissão típica dos millenials: virou youtuber. No seu canal, dá dicas de tricô e crochê para iniciantes.

“Os vídeos são para quem está começando e eu sempre escolho os temas de acordo com os pedidos do público”, explica. “Há 6 anos, perdi meu marido, que era portador de esclerose lateral amiotrófica (ELA). Depois que ele faleceu, entrei em depressão. Precisava fazer alguma coisa e vir pra cá foi muito bom para mim”, destaca.

A Universidade da 3ª Idade é apenas um dos muitos benefícios oferecidos pela CENTRAPE para os seus mais de 250 mil afiliados em todo o Brasil. Por conta do sucesso do projeto implementado no Rio, a inciativa também será levada para outros estados do país.

E engana-se quem pensa que só os idosos saem ganhando. As vantagens são enormes para quem trabalha com esse público também. “Muitas vezes eu chego aqui triste e os alunos transformam tudo em felicidade”, explica Daniel Marinho, professor de canto e que participa do projeto desde o início. “Procuro trabalhar a música com humor, uma forma de conseguir passar a mensagem que eu quero, que é musical, mas também motivacional. Muitos deles precisam ser acreditar mais em si próprios”, destaca.

Os interessados em mais informações sobre a Universidade da 3ª Idade devem ligar para (21) 2225-58770 // (21) 2225-6429 – ou ir pessoalmente até o campus, que fica na Rua Marquês de Abrantes, 55, no bairro do Flamengo, na cidade do Rio de Janeiro.

 

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like