Descubra o que significa a dor no peito

By

Você sente constantemente uma dor no peito? Fique atento, pois esse sintoma pode ser muito perigoso! Leia este artigo completo e fique por dentro. 

O infarto é a doença que mais mata no Brasil. Normalmente, o corpo dá sinais de que algo está errado. Como uma dor aguda do lado esquerdo do peito. Outras dores também são comuns, como incomodo na boca do estômago, muitos confundem com azia ou refluxo, náuseas e vômitos ou dor de pescoço. Enfim, uma série de situações que merecem ligar o alerta. Porque esses sintomas acontecem? Saiba mais em nosso post, mas já adiantamos: alimentação desequilibrada e cigarro são alguns dos grandes responsáveis.

O temido infarto do miocárdio, seu nome correto, acontece devido a obstrução de uma artéria coronária por um coágulo de sangue sobre a placa de gordura (colesterol ruim é um dos motivos para isso acontecer) que estava em sua parede, impossibilitando assim, que uma quantidade suficiente de sangue chegue até aquela área do músculo cardíaco. A chegada do sangue é necessária para bombear o coração. Com esse bloqueio, parte do músculo cardíaco sofre um processo de morte celular e necrose em poucos instantes, podendo levar à morte súbita ou à insuficiência cardíaca que acarreta limitações físicas.

Sintomas

A clássica e assustadora dor, tipo aperto, no lado esquerdo do peito, com irradiação para o braço. Sentiu isso procure um pronto socorro. Porém existem outras maneiras, o infarto pode ser um evento traiçoeiro, com sintomas atípicos, como dor na boca do estômago, náuseas e vômitos ou dor no pescoço. Além disso, dezenas de outras doenças podem provocar dor na região do tórax, tirando o foco de um quadro de infarto.

Ao sentir uma dor intensa, entre a boca e o umbigo, e que se mantém por mais de 20 minutos, o indivíduo deve procurar ajuda no pronto socorro mais próximo imediatamente. A dor diminui com o tempo, mas o dano torna-se mais extenso e, após 12 horas de dor, o músculo já estará quase morto por completo. Algumas pessoas têm maior resistência e podem “passar” dias infartados.

É possível tratar um infarto?

Sim, em muitos casos, tudo depende do tempo de buscar auxílio médico. O tratamento normalmente é realizado com cirurgia para desobstruir as veias parcialmente ou totalmente bloqueadas, mas já no hospital o uso de medicamentos para melhorar a circulação sanguínea pode ajudar. É importante saber identificar os primeiros sintomas do problema, principalmente após a primeira ocorrência, para que o paciente seja logo levado ao hospital.

Como evitar um infarto?

Primeiramente parar de fumar, caso seja um fumante e alimentar-se corretamente, evitar alimentos gordurosas, industrializados e reduzir a quantidade de ingestão de carne vermelha.

Primeiro passo: Controle de colesterol

Um dos principais fatores para evitar acúmulo de gordura na parede das artérias (a chamada aterosclerose) é controlar os níveis de colesterol. Enquanto o colesterol ruim (LDL) deposita gordura na parede das artérias, o colesterol bom (HDL) leva o excesso de gordura para o fígado, de onde ele será eliminado pelo intestino.

Parar de fumar

Substâncias presentes no cigarro, como a nicotina, facilitam a coagulação sanguínea e fazem as placas de gordura se lesionarem com mais facilidade. O cigarro funciona como uma gasolina para a aterosclerose se formar e se rompe.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like