Pressão arterial alta ou baixa – Saiba como identificar

By

A pressão arterial alta, também chamada de hipertensão, é muito famosa por carregar consigo riscos de infarto e AVC. Porém, a pressão baixa também pode ser uma inimiga. Você já sentiu tontura e moleza no corpo? Ou talvez já sentiu coração palpitar mais forte e um mal-estar? Em ambos os casos você pode ter sofrido queda ou aumento de pressão, respectivamente. O que diferencia ambas? Confira nessa postagem!

Entendendo o resultado da medição

A pressão arterial, normal que todos conhecemos é de 120/80, um valor ótimo, mas nem todas as pessoas conseguem alcança-lo. É assim que surgem os casos de hipertensão (alta) e hipotensão (baixa).

  • Pressão alta: superior a 14 x 9;
  • Pressão baixa: inferior a 9 x 6.

Pressão baixa

A pressão baixa, ou hipotensão, é a queda abrupta da pressão arterial. Por exemplo, uma pressão arterial de 10×60, com sintomas de tontura, sensação de desmaio, escurecimento visual, suor frio e palidez cutânea, claramente pode ser caracterizado como pressão baixa.

O que causa a pressão baixa?

Gravidez, problemas hormonais, medicamentos, desidratação, calor excessivo, alimentação pobre em sal, hipoglicemia, hemorragia, anemia por falta de vitamina B2 e ácido fólico, problemas no coração, problemas endócrinos e levantar-se depois de ter ficado muito tempo sentado ou deitado.

O que consiste pressão alta?

É uma doença muito comum em que o sangue flui através dos vasos sanguíneos e artérias em pressões mais elevadas do que o normal. É uma doença crônica e quando não é devidamente tratada, pode aumentar o risco de desenvolver problemas de saúde graves, como infarto, derrame ou comprometimento renal. Os sintomas de pressão alta como tontura, visão embaçada, dor de cabeça e dor na nuca geralmente surgem quando a pressão está muito alta, mas o indivíduo também pode apresentar pressão alta sem apresentar nenhum sintoma.

O que causa esse problema?

Hereditariedade, idade (pessoas de ambos os sexos acima de 60 anos), afro-descendência (Pessoas negras estatisticamente apresentam mais hipertensão, maus hábitos alimentares, excesso de sal e gordura na comida, estresse, excesso de bebidas alcoólicas, tabagismo, obesidade, sedentarismo e estresse.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

You may also like